Uma igreja fora das quatro paredes

04/08/2014 22:17

E se essa for a verdadeira igreja que Cristo planejou? Uma igreja fora das quatro paredes. Pessoas simples que precisam urgentemente de algo que temos: Jesus Cristo e seu amor incondicional.

Mas enquanto isso muitos estão dentro de um prédio, que eles chamam de igreja, buscando cada um suprir as suas próprias necessidades. E quem está se preocupando com os esquecidos? Aqueles que não tem absolutamente nada para nos oferecer. Será que somos capazes de amar essas pessoas? E não amar de longe mas amar em ação, aprender a amar como Jesus amou. Um amor sem julgamento, sem descriminação, um amor sacrificial que está disposto até mesmo morrer por alguém que nem conhecemos.

Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e estando enfermo e na prisão, não me visitastes…. Então, lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. (Mateus 25:42-45)

 

Estamos realmente buscando o Reino de Deus?

Ou será que queremos somente aparecer nas fotos, na mídia, em frente de muitos? Ou será que estamos buscando nossos próprios interesses?

Deus está chamando um exército que vai trabalhar no anonimato. Sem reconhecimento humano, longe dos holofotes. Esse trabalho no anonimato só Ele vê, e é isso que realmente importa. A recompensa é certa, mas o sofrimento e alto preço a pagar também.

Pessoas com iniciativa que realmente se importam com as pessoas. Que não suportam ver pessoas sofrendo. É na simplicidade do anonimato que países inteiros serão restaurados. É no sorriso de uma criança por um simples gesto de amor que uma geração inteira será impactada.

É no anonimato que o coração de Deus é movido

É um trabalho árduo que pode até parecer insignificante comparado aqueles prédios gigantes cheios de pessoas que muitos chamam de igreja. Mas é no anonimato que o coração de Deus é movido. É no anonimato que a mão de Deus será estendida.

Cada lágrima se transformará em um mar de vidas salvas. Deus vai usar cada gesto de amor, nada será em vão. O insignificante se tornará significante, o natural se tornará sobrenatural. Pessoas serão curadas simplesmente por um sorriso, impactadas por um simples abraço.

Ao ver as multidões, teve compaixão delas, porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor. Então disse aos seus discípulos: “A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Peçam, pois, ao Senhor da colheita que envie trabalhadores para a sua colheita”. (Mateus 9:36-38)

Há muito trabalho a ser feito, mas poucos são os trabalhadores. Será que estamos dispostos a viver essa vida no anonimato? De que lado você quer estar, do anonimato ou do holofote? Do lado que se importa com as pessoas ou com atenção e reconhecimento? Pagar o preço ou continuar no comodismo e conforto? Reflita no que você realmente está buscando. É Deus que exalta e Ele pode te usar de qualquer maneira.

Deus está mais interessado no tamanho do nosso coração do que no tamanho do nosso ministério. Grande é o sacrifício e preço a ser pago, mas grande também será o galardão.

—————

Voltar