Amor ou Interesse?

18/08/2014 12:39

Mestre, qual é o grande mandamento na lei?  E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Mateus 22:36-37

Essa semana assisti a um vídeo no qual o pastor Paul Washer fala sobre a importância de se conhecer a Deus. E refletindo sobre isso pude perceber que os cristãos que não conhecem a Deus, de fato, podem até seguir os princípios dEle, mas com a motivação errada, o que faz com que a caminhada com Cristo perca seu sentido. Mas como, então, é possível ser cristão e não conhecer a Deus?

Bom, talvez você conheça alguns cristãos que não conhecem a Ele e será fácil identificá-los, pois o cristianismo deles gira em torno de uma religiosidade que é contrária à palavra de Deus. Quando não conhecemos e nem cultivamos uma relação íntima com o Senhor podemos até estar convencidos, por exemplo,  de que o próprio Deus instituiu os dízimos e as ofertas como forma de manter as igrejas, mas faremos isso com a única motivação de sermos abençoados financeiramente e de desfrutarmos das promessas de Deus para aqueles que são fiéis.  É claro que devemos almejar as bençãos de Deus, mas devemos pensar nelas como uma consequência de sermos fiéis, e por que somos fiéis? PORQUE amamos a Deus e a sua palavra e queremos ser obedientes acima de tudo para nunca estar em falta com Ele, afinal o verdadeiro cristão, aquele que realmente conhece a Deus, sempre desejará ardentemente servir a Ele mesmo que não receba nada em troca. Isso é amor!

E consequentemente você será abençoado, mas veja… é uma consequência, e não o que deve te motivar. Eu poderia dar vários outros exemplos aqui, já que isso se aplica a cada coisa que o cristão faz ou deixa de fazer. Mas faça o que fizer ou deixe de fazer o que for… que seja porque você realmente ama a Deus e quer estar bem com Ele, obedecendo sua Palavra! Vamos tirar do nosso coração toda essa “segunda intenção” em servir a Deus, e vamos começar a amá-lo de verdade, simplesmente porque Ele é o Deus todo poderoso que nos amou primeiro sem merecermos e nos resgatou das mãos do diabo para nos dar uma nova chance!

Quando esse amor nascer em nossos corações nós vamos querer fazer tudo para a glória de Deus! E é isso o que deve nos motivar, para que a nossa vida não seja vazia e sem sentido… e as demais coisas, vocês já sabem né?! -> Mateus 6:33.

Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus. 1 Coríntios 10:31

—————

Voltar